13 de setembro de 2007

Desencantos na Floresta Encantada

Quando Chapeuzinho Vermelho passava pela floresta para levar presentes à Vovó, o Lobo a espreitava há muito tempo. Na verdade o que o Lobo queria, era descobrir os segredos da Vovozinha, que doces, que perfumes, que músicas ela gostava.
Toda aquela experiência de mulher madura deixava o Lobo maluquinho.Um dia, o Lobo foi abordado por um policial que questionava, acusava, batia. O Lobo jurava amor eterno à Vovozinha, que jamais quisera tocar na menina. Chapeuzinho soluçava, gritava, chorava copiosamente agarrada às pernas do policial.
O Lobo foi acusado, preso, condenado. Cinco anos por pedofilia.
A Vovozinha morreu um ano depois. Infarto.
O Lobo em dois anos. Complicações decorrentes do diabetes, com a vida insuportavelmente amarga.
Chapeuzinho cometeu suicídio em janeiro. Puro remorso.

Esse foi publicado em dezembro de 2006, quanto ainda nao tinha espaço para comentários. Faça sua parte: comente-o.

10 comentários:

Angelo disse...

muito legal mesmo, coisa de louco!

Anderson disse...

Na vera? O policial era michê da véia e esquema da capéu - excluiu a concorrência. E a vovó enfartou mesmo: de overdose... E a boy chapéu matou-se de chapada. E o Lobo, bom, aí "...sabe como é doutor, bunda de cadeia. Muita bunda..."...

E EU tenho humor, só que "paint it black", como diz a canção de ninar.

Girotto disse...

Ei, nem te conto. Conto sim, acho que conheci a chapéuzinho! É cuspida e escarrada a do conto, deste conto, claro.

Potyra, disse...

Conheceu? Quem é?

Fernando disse...

....OI DESCULPE, com licença, MAS É AQUI QUE SE COMENTA O TEXTO..? Ta bom dona, precisa pegar alguma prancheta..? rssss
Poxa Potyra que maldade, que final trágico, que coisa mais estilo
Nelson Rodrigues, podia deixar um espaço pra dúvida pra incerteza...
eu pensei até por um momento que ia rolar uma espécie de triângulo
amoroso entre eles...mas Po...no final ninguém X ninguém ... hahaha
Ficou uma ótima tira para (ou) 'Chapéuzinho Vermelho recontada
em jornaleco policial.."..."BOTA A MATÉRIA NO AR...: "
KAKAKAKAKAK

Ionaldo disse...

Olá Potyra,

Não tenho muito tempo (e paciência) para ler ou comentar blog's, mas o seu valer a pena. PARABÉNS!!!! O seu humor continuar POTIGUAR, continua inteligente. Em seus textos encontrei coisas que eu mesmo gostaria de dizer, encontrei o humor ácido e forte de nossas bons tempos, encontrei um passado que não volta mais.

Você é um nariz, digo, mulher, que une beleza, inteligencia e humor, coisa rara, muito rara nas pessoas de hoje, de sempre.

Beijos,

Eu, disse...

Naldo, galeguinho, q lindo o q tu me escreveu!!!!
De verdade,mesmo!!!!
Queria te dar um abraço.
Obrigada pelo estímulo para o ego, para o intelecto e para a rinoplastia!!!!
Saudades.

Fernando disse...

Realmente. O lobo só queria comer a vovozinha. E a velhinha ficaria feliz que só.

Na verdade, na verdade, teu conto me mostrou uma perspectiva que eu não conhecia. A Chapeuzinha era uma despeitada e invejosa! Sem falar de mau perdedora. :)

Beijocas!

Sombrio Tem História disse...

Lembrei de várias coisas ao ler mais um de teus geniais textos: "Dê um final diferente para o historinha" (coisa de professora; Também concordo que parece trama de Nelson Rodrigues; e por fim, e dolorosamente, penso que as coisas são bem assim; quem parece não é; quem é não parece e por aí vai. Beijos da Mamãe.

Sombrio Tem História disse...

Lembrei de várias coisas ao ler mais um de teus geniais textos: "Dê um final diferente para o historinha" (coisa de professora; Também concordo que parece trama de Nelson Rodrigues; e por fim, e dolorosamente, penso que as coisas são bem assim; quem parece não é; quem é não parece e por aí vai. Beijos da Mamãe.