3 de abril de 2007

Sol pra que?

Se eu fosse chuva
Não ia ser chuva pouca
Nem começar como garoa
Se eu fosse chuva viria logo
Sem avisar invadiria tua janela
Molharia tua cama
Molharia tuas roupas
Se eu fosse chuva
Ia ficar te chovendo
Molhando teus cabelos
Até escorrer em tuas costas
Descer por teus seios
Mergulhar no teu umbigo
Até chegar ao meio das tuas pernas
Se eu fosse chuva
Ia te chover inteira
Lamber cada arrepio teu
Se eu fosse chuva?
Se eu fosse chuva
Tu não saberias mais viver no sol.

5 comentários:

Luciana disse...

Que maravilha!
Vou roubar e colocar no meu blog, posso?
Que saudade de sua escrita afiada e sensual.
Tô contigo e não abro!

Potyra, disse...

Q lindo!!!!!
Meu filho-texto dividindo casa com alguém...
Ainda bem q é com a Lu...

Pá Mariano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pá Mariano disse...

Lindo isso.
E, por aqui, por sinal, amanhaceu chovendo.
Bjos flor

Lis disse...

delicia!
cade a chuva???
beijos